O Que Devo Fazer Com a Minha Vida?

É uma experiência emocionante estar na margem do oceano da vida, e olhar para fora em suas águas inexploradas, e perguntar em que direção a barca de nosso destino irá viajar, e qual será o porto em que eventualmente chegará. Tal é a experiência presente de muitos jovens cristãos. A pergunta que serve como título a este artigo, pode muito bem ser feita repetidas vezes por esses jovens.

O que você irá fazer com sua vida é uma questão de escolha muito séria e vital, e é bom pesar prós e contras. Devemos viver para esta vida sem considerar a próxima? Devemos viver para o tempo, e esquecer a eternidade? Devemos comer, beber e alegrar-nos, porque amanhã morreremos? Certamente isso seria uma tolice, uma escolha suicida. Olhe para as multidões que fazem isso. Pobres tolos! Deixemos, por enquanto, deixar de lado aqueles que naufragam cedo na vida, e há multidões que o fazem. Vamos nos fixar naqueles que têm sido eminentemente bem-sucedidos em aproveitar ao máximo esta vida por seus próprios esforços.

Leia as biografias de estadistas, generais de sucesso, advogados inteligentes, homens e mulheres que circulam com distinção em círculos brilhantes — homens e mulheres que conseguiram nesta vida aquilo que se considera melhor, e não se importaram com o além. Foram homens e mulheres de visão, embora limitada pelo tempo, com propósito, vontade e capacidade, coisas que os colocaram acima da multidão de pessoas comuns. Lemos de brilhantes dias na faculdade, realizações em várias esferas da vida, avançando passo a passo em posições de grande poder e influência.

À medida que lemos, notamos que rapidamente a noite da vida se aproxima, suas capacidades falhando, o poder e o prestígio caindo das mãos enfraquecidas, depois abrandando até a MORTE chegar e então …? Sessenta, setenta, oitenta anos, o que são? — um vapor, uma fumaça. E então despreparado para enfrentar ETERNIDADE — A IDADE DAS IDADES! Certamente esta não é uma escolha sábia.

Mas, graças a Deus, esta não é a escolha de homens e mulheres cristãos. No entanto, caso você seja um cristão, existe a possibilidade de fazer um uso errado de sua vida, ou não tirar o melhor proveito dela. Sim, infelizmente isto vale para cristãos também! Podem levar vidas carnais, podem viver em um nível respeitável aos olhos do mundo, mas mesmo assim ficar muito longe do que sua vida deveria ser. Você pode ter sucesso em sua profissão, em seu negócio, em seu trabalho, em sua família, e ainda assim reservar muito pouco de sua vida para Deus e a eternidade.

Seria bom se os jovens cristãos se medissem pelo padrão infalível da Palavra de Deus. Por exemplo, “Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum” (Rm 7:18); “Andamos por fé, e não por vista” (2 Cor 5:7); “Não são do mundo, assim como eu não sou do mundo” (Jo 17:14, 16); “Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” (Fp 3:14).

Comparemo-nos com estas passagens e vejamos até onde nossa vida e intenções correspondem a elas.

Li uma ilustração impressionante do que podemos fazer de nossas vidas. “Uma barra de aço que valha cinco dólares, quando forjada em ferraduras vale dez dólares; se transformada em agulhas vale trezentos e cinquenta dólares; se em lâminas de canivete pode valer trinta e dois mil dólares; se transformada em molas para relógios pode chegar a duzentos e cinquenta mil dólares.”

Uma barra de aço pode ser feita para produzir valores variáveis de 10, 350, 32.000, 250.000 dólares. Pode ser que nossa vida como cristãos dê um resultado como o de dez dólares; Em alguns casos, o resultado pode ser de duzentos e cinquenta mil dólares. Se vivemos para Deus, para a eternidade, para servir a nosso Senhor Jesus Cristo com um propósito cheio de coração, nossa vidas produzirá fruto para Deus. Repare que João 15:8 não diz apenas fruto, mas muito fruto, “Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos.”. Quão ambicioso o plano que nosso Senhor tem para nós!

Que o jovem cristão olhe para o futuro e faça com que, pela graça de Deus e com o poder do Espírito de Deus, sua vida seja vivida para a glória de Deus.

Tome exemplos das Escrituras. Veja o que Moisés fez de sua vida. Ele virou as costas para o palácio de Faraó e se identificou com o povo desprezado e abatido de Deus. Ele poderia ter circulado nas mais altas esferas do Egito, mas contentou-se em entrar na obscuridade e fazer a vontade de Deus. Veja que posição e influência teve Moisés. O mundo inteiro sabe de Moisés, e sua influência fez uma marca profunda em todos os tempos. A filha de Faraó só ficou conhecida por estar relacionada a Moisés.

Veja o que o apóstolo Paulo fez de sua vida. Ele tinha sido agraciado com grandes distinções na política judaica. No entanto, ele deu as costas a tudo. Ele poderia dizer: “E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como escória, para que possa ganhar a Cristo” (Fp 3:8).

Viva para Deus, viva para Cristo, viva para servir aos outros, viva para a eternidade, e você nunca vai se arrepender. Então, o que você fará com sua vida?

 

Algernon James Pollock (1864 – 1957)

Gerar PDF

Você pode gostar...