Verdadeiramente Livre

Verdadeiramente LivreQuando criança, ganhei uma gaiola com um passarinho, uma pequena fêmea, que um dia decidi libertar. Mas a tarefa não era tão simples: aquela criaturinha havia nascido em uma gaiola e passou a vida presa. Mesmo quando deixava a portinha aberta, ela recusava-se a sair! Cheguei até mesmo a tirá-la fora e soltá-la, mas quando a noite chegou encontrei-a dormindo sobre a gaiola. Ela era incapaz de conquistar a liberdade.

Aquilo me faz lembrar que todos nós também somos nascidos no cativeiro. DEUS criou o homem à Sua imagem e semelhança, mas a criatura rebelou-se contra o seu Criador, e todos tornaram-se cativos dos laços do diabo, em que à vontade dele estão presos (1). JESUS disse: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado (2). Isso também inclui você, pois não há homem que não peque (3).

O medo e a incerteza em sua alma, bem como a dor, a doença e a morte que castigam o seu corpo, são algumas das terríveis conseqüências do pecado. E o vazio que existe em seu coração, não tendo esperança, e sem DEUS no mundo (4) é o prenúncio de uma existência eterna nas trevas, onde haverá choro e ranger de dentes! (5)

Certa manhã, um alçapão emprestado de um vizinho e colocado junto à gaiola trazia uma surpresa: um outro passarinho, um macho da mesma espécie, fora aprisionado. Coloquei-o na gaiola juntamente com a fêmea e, depois de alguns dias, decidi libertá-lo. Não consegui: para minha surpresa, ele sempre voltava a cair no alçapão. Parecia que o amor que tinha pela prisioneira o trazia de volta.

JESUS, que desceu do mais alto céu para experimentar a morte e nos salvar. Ele sabe o que é sofrer a fome, a sede, a dor e a morte. Ele sabe o que você tem passado; não é Alguém que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém Um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado (6). Ele deixou-Se aprisionar e ser pregado numa cruz onde foi feito, por DEUS, pecado por nós; para que nEle fôssemos feitos justiça de DEUS (7). Ali Ele sofreu o juízo de DEUS, para que pela morte aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo; e livrasse todos os que, com medo da morte, estavam por toda a vida sujeitos à escravidão (8).

Finalmente decidi tentar libertar os dois passarinhos, foi uma experiência inesquecível. Após algumas voltas indecisas sobre o quintal, os dois voaram para longe e nunca mais tornei a vê-los. O amor daquele que se deixara aprisionar, atraiu a prisioneira para fora do seu cativeiro. A gaiola ficou vazia.

JESUS CRISTO ressuscitou, venceu a morte, subiu às alturas, levou cativo o cativeiro (9), para que você seja liberto do poder do pecado e da morte. Não resista mais Àquele que diz: Com amor eterno Eu te amei, por isso com benignidade te atraí (10). Entregue-se a CRISTO agora mesmo. Creia nEle; creia em Seu sacrifício consumado sobre a cruz. Peça a Ele o perdão e a libertação. Ele é Quem perdoa todas as tuas iniqüidades; Quem sara todas as tuas enfermidades; Quem da cova redime (resgata) a tua vida, e te coroa de graça e misericórdia (11). Como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação? (12).

SE POIS O FILHO VOS LIBERTAR, VERDADEIRAMENTE SEREIS LIVRES (13).

Os Textos Bíblicos são:

2 Timóteo 2.26; João 8.34; 1 Reis 8.46; Efésios 2.12; Mateus 22.13; Hebreus 4.15; 2 Coríntios 5.21; Hebreus 2.14-15; Efésios 4.8; Jeremias 31.3; Salmos 103.3-4; Hebreus 2.3; João 8.36