Categoria: Resenhas do NT

Descrição resumida dos fatos relativos aos livros do Novo Testamento.

Revelação – Apocalipse

Autor: Apóstolo João Data: 79 – 95 d.C. O Autor O autor se refere a si mesmo quatro vezes como João (1.1, 4, 9; 22.8). Ele era tão bem conhecido por seus leitores e sua autoridade espiritual era tão amplamente reconhecida que ele não precisou estabelecer suas credenciais. A Antiga tradição eclesiásticas atribui unanimemente este livro ao apóstolo João.

Geral – Judas

Autor: Judas Data: 65 – 80 d.C. O Autor O autor se identifica como Judas, “irmão de Tiago”, provavelmente o Tiago que era irmão de nosso Senhor e Líder da igreja de Jerusalém (At 15.13; 21.18; Gl 1.19; 2.12). Marcos 6.3 menciona Judas como um irmão do Senhor.

Geral – III João

Autor: Apóstolo João Data: Cerca de 90 d.C. O Autor e Os Receptores Tanto em II João quanto em III João, o escritor se autodenomina “o ancião”, sugerindo que era mais velho do que os outros cristãos e que seu conhecimento pessoal da fé foi muito além do deles. A evidência mais forte é que todas as três epístolas de João foram escritas por um mesmo autor. Não se sabe nada sobre o “amado Gaio” além do caloroso tributo que João presta a ele no início desta carta. Gaio era um nome comum no mundo romano,...

Geral – II João

Autor: Apóstolo João Data: 90 d.C. Autor e Receptores João dirige esta segunda epístola para a “senhora eleita e seus filhos”, indicando que a receptora era uma mulher cristã cujos filhos perseveravam na fé (4). Ele até inclui saudações de suas sobrinhas e sobrinhos (13). A partir da designação que João lhe dá no verso 1 (no grego, “Eklekte Kyria”), muitos comentarista especularam sobre ser o nome de uma pessoa, sugerindo títulos como “a Kyria eleita”, “a senhora Electa” e “Electa Kyria”. Outros sugerem que a designação não denota uma pessoa em si, mas trata-se da...

Geral – I João

Autor: Apóstolo João Data: 90 d.C. O Autor e Os Receptores Embora esta carta seja anônima, seu estilo e vocabulário indicam claramente que foi escrita pelo autor do Evangelho de João. Evidências internas também apontam João como o autor, e o antigo testemunho atribui, com unanimidade, a carta a ele. A falta de especial dedicação e saudação indicam que a carta foi circular, provavelmente enviada à igrejas perto e Éfeso, onde João passou seus últimos dias.

Geral – II Pedro

Autor: Pedro Data: 65 – 68 d.C. O Autor e A Data Esta carta fornece as instruções e exortação do apóstolo Pedro à medida que ele se aproxima do final de sua vida (1.1, 12-15).De acordo com a antiga tradição da igreja, Pedro foi martirizado em Roma durante o governo de Nero. Se a tradição é confiável, então sua morte ocorreu antes de 68 d.C., quando Nero morreu. Os estudiosos conservadores normalmente sustentam que Pedro escreveu ambas as epístola que lhe são atribuídas. As referências em II Pedro indicam a autoria de Pedro: o autor se...

Geral – I Pedro

Autor: Pedro Data: 60 d.C. O Autor A carta parece ser do apóstolo Pedro, e não há evidências de que a autoria de Pedro tenha alguma vez sido desafiada na igreja primitiva. Silvano, que acompanho Paulo em segunda viagem missionária provavelmente tenha sido secretário de Pedro na composição de I Pe (5.12), o que talvez explique o estilo polido do grego da carta.

Geral – Tiago

Autor: Tiago (O Irmão de Jesus) Data: 48 – 62 d.C. O Autor O autor identifica-se somente como Tiago. O nome era bastante comum; e o NT enumera pelo menos cinco homens com este nome, dois dos quais eram discípulos de Jesus e um era seu irmão. A tradição atribui o livro ao irmão do Senhor, e não há motivos para questionamentos. Evidentemente, o escritor era bastante conhecido, e Tiago, o irmão de Jesus, logo tornou-se líder da igreja em Jerusalém (At 12.17; 15.13-21; 21.18; Gl 1.19; 2.9, 12). A linguagem da carta é semelhante à...

Epístola – Hebreus

Autor: Paulo? Data: 70 d.C. O Autor Hebreus não designa seu autor, e não existe unanimidade de tradição em relação à sua identidade. Alguns sábios destacam algumas evidências que podem indicar uma autoria paulina, enquanto outros sugerem que um dos colaboradores de Paulo, como Barnabé ou Apolo, podem ter escrito o livro. A especulação provou-se infrutífera, e a melhor conclusão pode ser a de Orígenes, no século III, que declarava que só Deus sabe ao certo quem o escreveu.

Pastoral – Filemom

Autor: Paulo Data: 60 – 61 d.C. Os Antecedentes Esta carta é o apelo pessoal de Paulo a Filemom, um cristão rico e dono de escravos. Parece que Filemom tinha se convertido sob o ministério de Paulo (10), que morava em Colossos, e que a igreja colossense se reunia em sua casa (2). Onésimo, um de seus escravos tinha fugido para Roma, aparentemente depois de danificar ou roubar a propriedade do mestre (11, 18). Em Roma, Onésimo entrou em contato com o preso Paulo, que o levou a Cristo (10). Paulo escreveu para a igreja em...

Pastoral – Tito

Autor: Paulo Data: 64 d.C. Os Antecedentes É estranho que uma pessoa cujo nome esteja listado entre os livros do NT seja tão pouco conhecida. Mesmo que Tito fosse companheiro e um valioso colaborador de Paulo, não existe nenhuma menção a seu respeito em Atos. Tito era grego e evidentemente um convertido de Paulo. O fato de Tito não ser circuncidado (Gl 2.3) indica que ele não foi criado no judaísmo, nem tornou-se um prosélito. Paulo tinha muita estima por Tito e o apostolo se inquietava quando havia pouco ou nenhuma notícia sobre as atividades e...

Pastoral – II Timóteo

Autor: Paulo Data: 66 – 67 d.C. Os Antecedentes Até podemos determinar, Paulo foi libertado da prisão romana pouco depois de Atos ter sido escrito e empenhou-se em viagens missionárias, viajando até a Espanha. Durante a era das perseguições iniciadas por Nero em 64 d.C., Paulo foi preso de novo, provavelmente em Trôade (4.13), e levado pra Roma. As circunstâncias de sua segunda prisão foram bastantes diferentes daqueles de seu primeiro encarceramento. Anteriormente, ele estava em sua própria casa alugada e podia receber visitantes livremente, mas agora estava confinado a um masmorra e os amigos quase...

Pastoral – I Timóteo

Autor: Paulo Data: 64 d.C. Os Antecedentes Em sua primeira viagem missionária, Paulo e Barnabé pregaram em Listra, uma cidade da Licaônica, e obtiveram em meios às perseguições sucesso. É provável que uma judia chamada Lóide, e sua filha Eunice, tenha se convertido a Cristo durante esse ministério. Eunice era casada com um gentio, com quem ele teve Timóteo, provavelmente seu único filho. Era evidente que Timóteo tinha recebido os ensinamentos da religião judaica, mas seu pais recusou-se a permitir que o filho fosse circuncidado. Desde o início desenvolveu-se um relacionamento bastante próximo entre Paulo e...

Epístola – II Tessalonicenses

Autor: Paulo Data: 50 d.C. O Autor e A Data I e II Tessalonicenses são bastante semelhantes em linguagem, sugerindo que Paulo escreveu a segunda carta algumas semanas após a primeira. A volta do Senhor é de importância central em ambas as cartas. I Tessalonicenses revela que alguns tessalonicenses estavam perplexos com a morte de pessoas amadas e temendo perder a volta do Senhor Jesus. Em II Tessalonicenses surge um problema diferente, relacionado à volta do Senhor. Tanto em I Tessalonicenses como em II Tessalonicenses (1.4-7), está claro que os crentes sofreram algumas perseguições e opressão,...

Epístola – I Tessalonicenses

Autor: Paulo Data: Cerca de 50 d.C. A Origem da Igreja em Tessalônica O evangelho chegou à Europa pela primeira vez em 49 d.C.. Isso aconteceu quando em sua segunda viagem missionária, Paulo e seu grupo responderam à visão noturna do homem macedônio e navegaram de Trôade para a ilha do Mar Egeu chamada Samotrácia e, depois para Neápolis (At 16.8-12) Aqui, o apóstolo encontrou a negociante Lídia, exorcizou o espírito de adivinhação de uma jovem escrava e foi publicamente espancado e, erroneamente, preso. Ao saber que Paulo e Silas eram cidadãos romanos, as autoridade imperiais...

Epístola – Colossenses

Autor: Paulo Data: 61 d.C. Os Antecedentes Paulo nunca tinha visitado Colossos, uma pequena cidade na província da Ásia, cerca de 160 km de Éfeso. A igreja foi uma consequência de seu ministério de três anos em Éfeso, por volta de 52 – 55 d.C. (At 19.10; 20.31). Epafras, um nativo da cidade e provavelmente convertido pelo apóstolo, talvez tenha sido o fundador e líder da igreja ( 1.7-8; 4.12-13). A igreja aparentemente se reunia na casa de Filemom (Fm 2).